×

16 Jogos obscuros de SNES que você precisa jogar!

O nosso querido Super Nintendo tem VÁRIOS jogos excelentes, e conhecemos grande parte deles. Mas tem sempre um ou outro que passa longe do nosso radar e hoje estou aqui para mostrar 16 jogos muito bons que talvez você não conheça!

Skyblazer é de longe o meu favorito dessa lista. Skyblazer é um jogo da Sony para o SNES, sim, Sony e Nintendo já trabalharam do mesmo lado um dia. Este game é praticamente um mix de Mega Man com Mario e apresenta uma ação excelente. Em alguns estágios até saímos do clássico plataforma e encaramos alguns voos, e tudo isso com arte e músicas que evocam a cultura indiana.

Falou em Super Nintendo, também falou-se em beat n’ up (ou briga de rua para os íntimos). Legend foi lançado no dia da mentira em 1994 e tentava ser um Golden Axe para o SNES. Assim como todo bom beat n’ up, Legend é muito melhor se jogado em multiplayer. Recomendo o jogo para quem gosta da temática medieval, mas vale ressaltar um ponto negativo da game: O personagem é EXTREMAMENTE lento! O jogo também está disponível na Steam, mas não é port tão bom.

Agora chegamos aos JRPGs! Robotrek é um dos mais divertidos desse gênero, com seus personagens carismáticos e comédia pastelão. No game controlamos o filho de um inventor e temos que enfrentar um grupo chamado The Hackers e isso tudo acompanhado da mecânica do game em que podemos fazer nossos próprios robôs. Robotrek é um dos RPGs mais fáceis do SNES, ou seja, se você não gosta muito desse gênero de uma chance mesmo assim. 😉

Run Saber foi um dos jogos que mais aluguei para o saudoso SNES, e é facilmente comparado à Strider. No game você controla ciborgues do Projeto Saber numa terra com humanos mutantes. Como disse acima, o jogo é incrivelmente parecido com a jogabilidade de Strider, mas é claro que isso está longe de ser um ponto negativo.

Corrida e manobras com monociclos, isso é Uniracers. Espera, eu juro que é divertido! O visual dos cenários não é realmente dos melhores, mas Uniracers é divertido e diversificado. E claro se jogar em multiplayer então, só melhora. Dá uma chancezinha pra ele vai…

Firepower 2000 é um “jogo de navinha” frenético! Uma das coisas bacanas do game é que cada player controla um veículo diferente. O player 1 controla um tanque e o player 2 um helicóptero amarelo super chamativo. E como eu achava daora quando uma aeronave gigante nos deixava no inicio da fase.

Um jogo do Pac-man mas no “estilo Tetris”. Pac-Attack consegue ser um jogo divertido e com uma mecânica bem diferente dos jogos de puzzle, e isso tudo remetendo ao jogo clássico do Pac-man. Gosta de Tetris e quer testar um bom derivado do game? Pac-Attack é pedida certa!

Hagane é bonito, com uma trilha sonora fantástica e extremamente difícil. O jogo lembra muito o clássico Shinobi, mas obviamente ele tem seu jeitão único com uma pegada mais “dark” e com muito sci-fi envolvido. Já falei que é um jogo difícil? Pois então, ele é bem difícil.

Eu achava a abertura desse jogo FANTÁSTICA! Confesso que eu tinha um leve cagaço de jogar Nosferatu quando era criança, mas o jogo ainda assim me conquistava por ser um misto de Prince of Persia com Castlevania. E se você gosta desses dois jogos citados anteriormente, Nosferatu foi feito pra você! A história é aquela de sempre, namorada raptada e você é o grande herói que parte para salvá-la do temível vampiro Nosferatu.

Tá aí outro beat n’ up que eu amava jogar. Em Ninja Warriors enfrentamos um ditador cruel em um mundo distópico, e nada melhor do que três ninja ciborgues pra dar conta desse trabalho. Olha se você gosta dos jogos do Power Rangers para o SNES, Ninja Warriors é bem parecido, até mesmo na paleta de cores. O jogo é divertido e curto, uma boa pedida para aquela jogadinha rápida no final de semana.

Alcahest é um jogaço de RPG ação, uma pena que ficou somente no Japão. O jogo tem aquele gostinho de Zelda, mas com uma mecânica diferente de recrutar algumas pessoas para ajudar no combate. O game carrega o nome do vilão, Alcahest, que aparece a cada milênio para tentar dominar a Terra. E claro que sua missão é não deixar que isso aconteça.

Super Turrican 2 é um dos jogos de SNES mais belos que existe. O jogo segue os moldes de Contra de anadar e atirar em tudo que se move. Além disso, o game trazia algumas fases com veículos e eram todas fantásticas. A batalha contra o último chefe é meia decepcionante, mas o game inteiro vale o seu tempo investido.

Por algum motivo bizarro esse game NÃO possuí músicas nas fases! Somente a versão japonesa, Rushing Beat Shura, tem músicas acompanhando sua jogatina. Tirando esse fato estranho, The Peacekeepers é um excelente beat n’ up. O meu personagem favorito de se jogar era o Flynn, pois um dos seus Super Moves era uma espécie de Super Saiyajin e eu adorava isso. Hehe

Kendo Rage tem uma história bem bobinha, mas isso não impede de ser um bom jogo de plataforma e ação. O jogo tem um limite de tempo para ser terminado e isso afeta em seu final. O jogo não se leva a sério e tem inimigos de todos os tipos, desde luvas até cantores de karaokê. Haha

U.N. Squadron é baseado no anime Area 88 e foi produzido pela saudosa CAPCOM. Os tiroteios aéreos são acompanhados de uma trilha sonora excelente. Temos três personagens para selecionarmos e uma loja com diversos upgrades. O game é sem dúvidas um dos melhores bullet hell do SNES.

E pra fechar a lista, mais um bom game de plataforma: Wolfchild. Nesse game controlamos Saul, um hibrido de humano e lobo. Saul busca vingança pelo assassinato de seu pai, Dr. Kal Morrow, especialista em pesquisas de genética e criação de híbridos humano-animal. O game é mais uma boa pedida aos fãs de plataforma.

 

E assim terminamos nossa lista, espero que curta os jogos indicados aqui. Conhece algum game obscuro e quer indicar? Comenta aí!

Comentários